Sistema de Confinamento Bovino

Sistema de confinamento bovino com ênfase ao manejo intensivo

 

O Confinamento bovino gera bons lucros, porém, para engordar o gado e obter uma carne qualificada, é necessário entender que alguns detalhes fazem a diferença.

Antes de tudo é importante você saber quando deve-se fazer o confinamento do boi em engorda.

Os meses de julho a outubro os produtos agrícolas são de grande escassez, por isso, é a melhor época para confinar animais.

Os primeiros 90 dias são ideais para a preparação do gado bovino em pastos.

A escolha das raças de gado também são de extrema importância já que o gado de corte, boi nelore, por exemplo são animais que possuem maiores condições de engorda.

A alimentação, a localização dos pastos, as condições sanitárias são tão importantes quanto qualquer outra etapa.

 

Benefícios no confinamento de gado de leite

O confinamento de boi dar lucro e não é novidade pra ninguém. Mas, isso é apenas uma das vantagens já citadas.

A  criação do gado pode ser feita em baixo custo e com alto nível de produção, priorizando sempre a qualidade da carne.

  • Diminuir a idade de corte;
  • Lucro elevado no abate;
  • Fornecimento de carne durante os meses de escassez de alimentos nos pastos;
  • Menor índice de necrologia;
  • Fabricação de adubo natural com qualidade;
  • Retribuição rápida do valor investido;
  • Possibilidade de preços mais altos;
  • Uso intensivo de pequenos terrenos.

 

Detalhes do Confinamento Bovino

A grande questão não é apenas a de confinar o, mas a de saber como fazer isso.

A escolha da raças de gado, os cuidados antes, durante e depois dele ser separado para o confinamento são fatores decisivos no produto final.

Cabe ressaltar que os animais puros apresentam melhores condições de crescimento e consequentemente engorda.

  • Escolher os animais a serem confinados de acordo com o potencial de ganho de peso;
  • Formar lotes homogêneos (bovinos do mesmo sexo, pesagem e tamanhos parecidos, idade e raça);
  • Vermífuga os bovinos;
  • Mudar lentamente a dieta dos animais;
  • Castrar os machos;
  • Vacinar contra possíveis doenças como a febre amarela, por exemplo;
  • Erradicar parasitas como carrapatos; 

 

Medidas de limpeza no confinamento

Ao iniciar o confinamento as medidas de proteção da carne devem ser intensificadas, afinal, espera-se oferecer uma carne de qualidade ao final do confinamento.

O manejo é elementar nesse processo, pois, um bovino de boa raça sem uma boa alimentação não é nada e, ambos não progridem sem a manutenção correta.

Veja abaixo alguns pontos cruciais para o sucesso sobre como criar gado confinado:

  • Os bebedouros e cochos devem ser limpos rigorosamente e em períodos pré-determinados pelo produtor;
  • Vermífuga pelo menos 1 vez ao mês antes de iniciar os cortes de cabeças;
  • O local deve ter baixo declive afim de evitar o acumulo de lama excessiva;
  • A área deve favorecer a drenagem dos dejetos;
  • Áreas mal drenadas e planas não são bem-vindas;
  • Selecionar um ambiente para fazer a mistura de alimentos, de preferência próximo a locais com energia elétrica;
  • O gado confinado usa em média 60 litros de água por dia, então os cochos devem estar bem distribuídos com bastante água limpa;
  • Os cochos devem ser feitos de materiais que não se corroem sendo que a superfície dos mesmos deve se lisa;
  • Os pastos podem ser cercados de arame liso ou por cercas elétricas com três fios;
  • O curral de manejo deve estar próximo ao curral onde os bovinos encontram-se confinados;
  • As cabeças por pastos devem ser múltiplas de 18;
  • Há necessidade de haver balanças de gado;
  • Celeiros são indispensáveis;
  • Galpões para armazenamento de rações. 

 

Tempo de Confinamento

Você deve estipular um tempo limite, por exemplo, entre 90 e 100 dias, para que o animal permaneça preso.

No entanto cabe salientar que o que deve ser considerado o objetivo do peso do animal.

Se o peso final for atingindo antes dos noventa dias o gado já está no ponto de abate, caso contrário, permanece na engorda até que se atinja os quesitos estipulados.

O boi confinado por maior tempo tende a aumentar o valor final da arroba gerada.

O abate não deve ser realizado com animais acima das medidas exigidas pelas empresas frigoríficas. Daí a importância de que os lotes sejam homogêneos.

 

A Alimentação

A dieta animal não é algo aleatório que vai sendo dado aos mesmos e vendo o que serve e o que não convém, mas é parte de estudos realizados afim de manter a qualidade nutricional do produto final.

A classificação dos mantimentos a serem oferecidos foi realizada pela AAFCO – que é a Associação Americana Oficial de Controle de Alimentos e pela NRC – Conselho Nacional de Pesquisas dos Estados Unidos da América.

As potencias genéticas do animal referentes a produção, ao desenvolvimento e a reprodução são oriundas de uma alimentação balanceada e rica em água.

A nutrição é feita em 2 segmentos:

  • Água;
  • Matéria seca que é a parte orgânica e mineral da alimentação.

 

A parte natural, ou orgânica, é responsável por fornecer carboidratos e lipídios, ou seja, na íntegra são eles que mantem a energia dos gados.

Os minerais incluem microelementos: como cálcio, gorduras e açúcares, que são os mantimentos da dieta oferecidas aos animais.

O mantimento é dividido ainda em:

  • Volumoso (fenos, resíduos, sabugos de milho, entre outros);
  • Concentrado (são aqueles com maior teor de energia, mas com menor fibra bruta, ex: o grão de milho moído).

 

Em geral os alimentos concentrados dizem respeito ao milho, trigo, arroz, a soja, mandioca.

Já os volumosos são as gramas, as pastagens, as forragens. Sendo estes subsídios ricos em nutriente. O maior benefício dessa é a dispensação do trabalho manual.

O milho faz parte de ambos os mantimentos (concentrado e volumoso) sendo este indispensável na dieta, pois, é rico em valores proteicos e energéticos.

O sistema de confinamento bovino com ênfase ao manejo intensivo requer que você tenha ajuda de profissional qualificado na área pecuarista.

As etapas para o sucesso da atividade são simples, porém requerem atenção máxima.

Os detalhes desde a escolha do local dos pastos até a separação dos lotes são fundamentais para a venda de uma carne com qualidade, sabor e melhor valorização no mercado na hora da venda.

Destaco ainda a importância de uma alimentação balanceada e com respeito ao tempo do animal em aceitar a nova dieta.

O confinamento de gado de corte, gado leiteiro, entre outros, gera lucro, mão de obra, mas implica em aumento de gastos e acima de tudo requer atenção a atividade em que está sendo executada.